O que está procurando?

Em: Opinião

As eleições municipais e os desafios do PT

As eleições municipais e os desafios do PT

Nesse momento iniciamos no país as campanhas eleitorais para eleger nossos representantes para as Câmaras de Vereadores e Prefeituras dos municípios para cumprirem mandatos de 4 anos, renovamos nossos compromissos com a defesa da democracia e com os direitos do povo brasileiro.

A diferença desta para outras eleições transcorridas no último período é significativa.

As crises sanitária e econômica decorrentes da pandemia do Covid-19 e aprofundadas pelo governo Bolsonaro exigem que demonstremos um profundo compromisso com a defesa plena da vida, expresso em programas de governo voltados ao fortalecimento do Estado e das políticas públicas, que tenham o atendimento das necessidades básicas da população como seu objetivo maior.

 O Partido das Trabalhadoras e dos Trabalhadores, presente em cada canto deste país, irá ofertar mais uma vez o que de melhor foi produzido a partir do diálogo com os diferentes setores da sociedade e das nossas experiências de governos e dos legislativos. Propostas concretas para a superação da crise pós pandemia, a reconstrução do Brasil a partir das cidades, levando mais uma vez esperança ao nosso povo.

Os desafios também estão na forma de fazer as campanhas, fomos forjados no diálogo, na proximidade, no olho no olho. A pandemia nos impôs que experimentássemos novas formas de realizar a aproximação com os cidadãos, sejam virtuais, pelas redes sociais ou mesmo presencial com os cuidados que a pandemia ainda exige.

Mais do que em qualquer campanha em nossa história, será fundamental em 2020 recorrermos aos recursos simbólicos, afirmando os princípios e as marcas do PT que estão expressas na defesa da democracia, da participação popular e da defesa dos excluídos e do povo trabalhador.

Quando Bolsonaro retira os $600 que o Congresso assegurou, ou reduz para $300 O Auxílio Emergencial, quem defende você é o PT.

Quando Bolsonaro aumenta o preço do gás, quem defende você é o PT.

Quando Bolsonaro retira recursos do SUS, quem defende você é o PT. Quando Bolsonaro reduz o salário mínimo, quem defende você é o PT.

Quando Bolsonaro demonstra seu total despreza pela vida, quem defende você é o PT.

Nossas diferenças se expressam no dia a dia da luta política, nos movimentos sociais, nos parlamentos e governos, para além dos processos eleitorais, com coerência, coragem e determinação temos enfrentado os discursos de ódio, as fake news, o poder econômico, a manipulação da grande mídia, sempre nos mantendo do mesmo lado da tuta, sempre em defesa do povo trabalhador.

Uma cidade mais justa é possível com governos que invertam prioridades e coloquem o povo no orçamento público e nos espaços de definição das políticas.

Desta forma, iremos fortalecer a democracia e barrar o neofascismo que despertou no Brasil, enfrentando a extrema direita e os interesses das elites locais ou nacionais e do capital financeiro.

Os novos mandatos que iremos construir a partir do próximo 15 de novembro deve significar o compromisso com um Programa de Reconstrução e Transformação do Brasil, onde o povo trabalhador volte a ser o protagonista da sua própria história.

“Aprendemos que a construção do Brasil

não será obra apenas de nossas mãos.

Nosso retrato futuro resultará

da desencontrada multiplicação

dos sonhos que desatamos…”

Viva o PT! Viva o Partido das Trabalhadoras e dos Trabalhadores!

0 Comentário 122 Visualizações

Pimenta

Pimenta é jornalista e técnico agrícola formado pela UFSM. É o deputado federal mais votado do PT/RS na Câmara Federal, pela terceira vez consecutiva.

Post relacionado

Deixe uma resposta